Home Empreendedorismo Seja investidor-anjo de startups: alto risco e altos ganhos

Seja investidor-anjo de startups: alto risco e altos ganhos

0
Seja investidor-anjo de startups: alto risco e altos ganhos

Como é sabido, o termo “investidor-anjo” se tornou mais significativo nos últimos anos. Cada vez mais pessoas estão tomando a decisão de ser investidor-anjo de startups, abra seu financeiro para o risco e se torne um!

Para concluir um empreendimento, o empresário precisa do conhecimento, das habilidades e da força de vontade necessários. No entanto, também precisa de dinheiro para expandir seus negócios.

Você sabe exatamente o que é investidor-anjo de startups e qual é o perfil deles no Brasil? Os investidores-anjo de startups cresceram significativamente nos últimos anos, aprenda o que é, risco e como ser um.

O que é um Investidor Anjo?

Vamos dar uma olhada no que é um investidor para entender melhor esse tópico. Uma pessoa que possui capital de risco e deseja investi-lo em um projeto, conceito ou negócio a fim de obter um retorno atraente sobre o investimento é conhecida como investidor.

Os investidores-anjo são aqueles que têm os meios financeiros para fazê-lo, mas preferem investir em negócios de alto potencial que ainda estão em estágios de desenvolvimento. 

Essa figura não apenas reconhece a possibilidade de risco, mas também investe conhecimento e uma abordagem prudente nas empresas que apoia para reduzir o risco e aumentar a probabilidade de sucesso.

Existem vários modelos de investidores anjos; para determinar qual é o melhor para sua empresa, examine os dois fatores a seguir.

O primeiro tipo é o investidor que aposta seus juros nos altos e baixos das ações da empresa, na esperança de que, quando a empresa se expandir, suas ações subam rapidamente e seus juros sejam recuperados. Isso pode ser obtido por meio da iniciação deliberada dessas ações ou simplesmente por meio da renda que elas produzem enquanto a empresa está em operação.

A segunda estrutura é um compromisso conversível. O investidor investe nesse cenário como se fosse um empréstimo. A conversão desse compromisso em ações é uma forma de fazer com que o legislador retribua.

Independentemente do tipo de investimento feito, deve-se ter em mente que o principal objetivo do investidor-anjo de startups é obter lucro.

Confira Tambem: Como criar uma carteira de dividendos investindo em ações

Quais são as características de um investidor anjo

O investidor-anjo de startups não exige uma fortuna considerável. Cada anjo pode investir um mínimo de R$20.000 no investimento, que geralmente é feito em conjunto com outros investidores e varia de R$50.000 a R$600.000.

Os investidores-anjo geralmente são pessoas físicas, proprietários de empresas e executivos com conhecimento e experiência no setor. 

Para agregar valor a uma startup, os investidores precisam de uma variedade de habilidades, incluindo:

  • Ampla rede de contatos.
  • Experiência e especialização no campo exigido.
  • Um histórico eficaz nos negócios.
  • Experiência no mercado.

Esses fatores aumentam as chances de sucesso de uma start-up e também atraem novos investidores. Portanto, a experiência de um investidor anjo geralmente vale mais do que o dinheiro que ele coloca. 

Como ser investidor-anjo de startups

É importante ter em mente que nem todos os investidores-anjo são iguais ao procurar investidores para sua startup. Como qualquer investidor, você deve pesquisar minuciosamente os possíveis negócios lucrativos antes de decidir. Aqui estão algumas dicas.

  • Conhecimento de investimentos em startups: é importante ter um conhecimento sólido do ecossistema de startups, incluindo a fase de investimento, a estrutura de investimento, a avaliação de startups etc;
  • Networking: é essencial estabelecer relacionamentos com outros investidores, empreendedores, aceleradores etc. para obter acesso a novas oportunidades de investimento;
  • Experiência anterior no mundo dos negócios: é aconselhável ter experiência anterior no mundo dos negócios, seja como empreendedor ou no setor financeiro, pois isso permitirá que você entenda melhor como uma empresa funciona e tenha uma visão mais clara das oportunidades de investimento;
  • Estude casos reais: estude e analise investimentos em startups bem-sucedidos e fracassados para aprender com as estratégias bem-sucedidas e os erros cometidos por outros investidores;
  • Participação em workshops e eventos: participar de workshops e eventos relacionados ao ecossistema de startups permitirá que você adquira novos conhecimentos e estabeleça novos relacionamentos.
  • Investir em um portfólio diversificado: certifique-se de investir em um portfólio diversificado de startups, pois isso lhe permitirá minimizar o risco.
  • Monitoramento e acompanhamento: depois de fazer o investimento, é importante monitorar e acompanhar de perto o desempenho da startup para tomar decisões bem informadas.

Seguindo esse plano, você estará em uma boa posição para se tornar um investidor-anjo de startups.

Quais as vantagens de se tornar um investidor-anjo de startups?

Vários fatores podem impulsionar o investimento anjo. Muitas pessoas começam a investir porque acham útil diversificar seus conhecimentos ou retribuir à sociedade parte do apoio que já receberam. 

Além dos benefícios que você pode obter com esse tipo de atividade, há muitos motivos para se tornar um investidor anjo, confira alguns deles:

Potencial de lucro

Tornar-se um investidor anjo ou corporativo envolve um risco financeiro maior do que investir em mercados ou títulos, mas também pode proporcionar retornos de até 50 vezes o seu investimento original.

Embora as startups ainda sejam consideradas um modelo de negócios arriscado no Brasil, há muitas empresas locais que começaram como startups e alcançaram grande sucesso, servindo até mesmo de exemplo para outros empreendedores que querem começar.

Por exemplo, a Baskape foi fundada em 1999 e vendeu cerca de 90% de sua participação por US$342 milhões em apenas 10 anos.

Contato com a inovação

O evento empresarial contará com muitos conceitos e propostas de negócios inovadores, oferecendo a oportunidade de apoiar indivíduos e empresas inventivos com soluções exclusivas para uma ampla variedade de problemas.

Além disso, o desempenho dos investidores-anjo depende inteiramente do crescimento das empresas em que investem, pois eles não recebem dividendos. 

Investimento com propósito

Imagine seu desejo de apoiar uma nova empresa que promova a educação de crianças e contribua para causas infantis. Isso permitirá que você combine seu desejo de apoiar uma causa com seu desejo de realização pessoal.

investidor-anjo de startups

Considerações Finais

Portanto, a situação é muito favorável para empreendedores e investidores-anjo que podem se beneficiar dessa prática no Brasil. 

Como em qualquer forma de investimento, também aqui há riscos. No entanto, você pode antecipá-los e tomar precauções, como criar um portfólio de projetos para investir e buscar orientação de investidores-anjo experientes.

Do ponto de vista do empreendedor, essa pode ser a última etapa necessária para tirar a startup do papel e começar a receber conselhos de pessoas com mais experiência no setor. Tudo isso sem sacrificar a autonomia empresarial ou correr muitos riscos.

Confira Também: Financiamento Coletivo Crowdfunding: Investimentos Para Projetos