Home Empréstimo Fundos Imobiliários (FIIs): Como Escolher o Fundo e Investir?

Fundos Imobiliários (FIIs): Como Escolher o Fundo e Investir?

0
Fundos Imobiliários (FIIs): Como Escolher o Fundo e Investir?

O investimento em Fundos Imobiliários (FII) pode ser uma opção interessante para diversificar a sua carteira financeira. Estes fundos destinam recursos para grandes empresas, favorecendo a diversificação entre os inquilinos e diminuindo o risco associado a flutuações na distribuição de rendimentos.

Dada a variedade de opções de investimento atualmente disponíveis, há muitos investidores novatos confusos sobre o desempenho de determinados ativos. Considerado uma boa opção, um fundo de investimento imobiliário (FII) é um ativo utilizado para investir em bens imobiliários.

Sendo assim, com esse objetivo em mente, desenvolvemos um guia completo que abrange todos os pontos necessários para selecionar um fundo e um investimento.

O que são fundos imobiliários? 

Antes de tudo, os fundos imobiliários são portas para investimento que democratizam o acesso ao mundo dos imóveis. Imagine fazer parte de uma equipe de investidores que ajudam a possuir e administrar imóveis. É exatamente isso que os fundos imobiliários fazem.

Esses fundos funcionam como fundos mútuos, mas em vez de se concentrarem em ações ou títulos, eles se especializam em imóveis. Eles reúnem capital de diversos investidores e investem em uma variedade de propriedades, desde prédios de apartamentos a shopping centers e complexos de escritórios.

A maior vantagem dos fundos imobiliários reside na acessibilidade a investidores com diferentes perfis financeiros para adentrar ao fascinante mundo do mercado imobiliário. Não sendo necessário investir altos valores para participar ativamente desse setor. Além disso, os investimentos são distribuídos entre diversos ativos, resultando em uma efetiva dispersão do risco.

É importante ressaltar que esses fundos são administrados por especialistas do setor, portanto, você não precisa ser um especialista em imóveis para participar. A equipe de gestão cuida da aquisição, do desenvolvimento e da gestão dos ativos para que você possa aproveitar os benefícios do investimento imobiliário.

Vantagens de investir em FII

Os FIIs oferecem uma ampla variedade de investimentos e podem atrair um perfil diversificado de investidores. As 4 principais vantagens de um fundo imobiliário são:

  • Diversificação: permite o investimento em uma variedade de propriedades, reduzindo o risco associado a um único investimento.
  • Profissionalismo: gerenciado por especialistas no mercado imobiliário, oferecendo uma abordagem profissional para a seleção e o gerenciamento de propriedades.
  • Acesso ao mercado: facilita a entrada de investidores com orçamento menores que, de outra forma, não teriam condições de adquirir propriedades por conta própria.
  • Liquidez: em muitos casos, os fundos oferecem a possibilidade de comprar ou vender unidades em intervalos regulares.

Desvantagens de investir em FII

Apesar dos benefícios, vale a pena considerar as desvantagens associadas a esse tipo de investimento. As principais são:  

  • Retornos variáveis: os retornos podem estar sujeitos a flutuações no mercado imobiliário e na administração do fundo.
  • Taxas: Pode haver taxas de administração e outros custos associados ao investimento em fundos.
  • Falta de controle direto: os investidores não têm controle direto sobre as decisões de investimento e gestão de propriedades.

Como funcionam os fundos imobiliários?

Uma forma de investir em imóveis sem ter que desembolsar uma grande quantia de dinheiro é comprar cotas de fundos de investimento imobiliário, onde cada gestor impõe um preço dependendo do tipo de fundo e do projeto.

Os fundos imobiliários funcionam com o mesmo princípio dos fundos de investimento, ou seja, são constituídos com um património composto pela contribuição de um grupo de participantes, sejam pessoas singulares ou coletivas, que é administrado por uma empresa ou gestor de fundos, que cobra uma comissão percentual. 

Estas sociedades gestoras são normalmente empresas com uma vasta experiência no setor imobiliário, que, conhecendo as variantes do mercado, conseguem uma gestão com uma maior rentabilidade de capital para os investidores.

Os investimentos podem ser feitos em vários ativos do setor imobiliário, desde o desenvolvimento de projetos e imóveis já construídos como centros comerciais, hospitais, edifícios comerciais, entre outros.

Em termos de liquidez, estima-se que seja necessário esperar entre 3 a 5 anos para recuperar o capital investido, pois este tipo de fundo é pouco líquido devido ao tempo que demora a construir, arrendar ou vender o imóvel.

Como escolher um fundo de investimento imobiliário? 

Primeiramente, investir em fundos de investimento imobiliário pode ser uma ótima maneira de diversificar seu portfólio e acessar o mercado imobiliário sem a necessidade de comprar um imóvel físico. Entretanto, com tantas opções disponíveis, como escolher o fundo certo para você? Aqui estão seis dicas para ajudá-lo a tomar uma decisão informada:

Defina suas metas financeiras

Antes de escolher um fundo, estabeleça suas metas de investimento – você está procurando uma renda estável ou um crescimento de longo prazo? Isso o ajudará a determinar qual tipo de fundo se alinha melhor com suas metas.

Considere sua tolerância ao risco

Avalie quanto risco você está disposto a correr. Alguns fundos podem ter um perfil de risco mais elevado devido ao seu foco em desenvolvimento ou propriedade comercial.

Pesquise o histórico do fundo

Examine o desempenho anterior do fundo e veja como ele lidou com diferentes condições de mercado. Isso pode lhe dar uma ideia de sua capacidade de lidar com desafios econômicos.

Analise o tipo de propriedades em que ele investe:

Diferentes fundos se concentram em diferentes tipos de propriedades (comerciais, residenciais, hotéis, etc.). Certifique-se de que o foco do fundo corresponda às suas preferências e expectativas.

Analise os custos associados

Examine as despesas do fundo, como taxas de administração e outros encargos. Esses custos podem afetar seu desempenho a longo prazo.

Tenha um consultor financeiro

Portanto, se você tiver dúvidas ou não tiver certeza de qual opção é a melhor para você, considere a possibilidade de procurar orientação de um consultor financeiro. Ele pode fornecer informações importantes e ajudá-lo a tomar uma decisão informada.

Considerações Finais

Contudo, os FIIs ou fundos imobiliários são uma excelente maneira de capitalizar o crescimento desse setor. Tudo isso sem ter que se preocupar com proprietários, IPTU, burocracia e os encargos associados à compra, venda e aluguel de uma casa. 

E, é claro, o início é muito mais acessível. Enquanto a aquisição de um imóvel requer algumas centenas de milhares de reais, as cotas dos fundos imobiliários têm um custo de partida de apenas R$90 nas corretoras de investimentos!