Home Pessoal Os Melhores Fundos Imobiliários de 2023

Os Melhores Fundos Imobiliários de 2023

0
Os Melhores Fundos Imobiliários de 2023

Os melhores fundos imobiliários de 2023 são conhecidos por sua agilidade e segurança. Com o objetivo de obter altos retornos por meio de investimentos imobiliários nacionais e estrangeiros.

Esse tipo de negócio envolve a aquisição de uma participação em imóveis, resultando na geração de ativos exclusivos. Esses ativos podem ser usados para aluguel ou, alternativamente, para compra e venda de partes, obtendo assim a porcentagem.

É claro que a crise introduziu um elemento de incerteza no ambiente de negócios para os investidores. Entretanto, isso não significa o fim de seus investimentos. Pelo contrário, surgem novas oportunidades. Neste artigo, veremos como funcionam, tipos e como escolher.

Como funciona?

Os fundos estão abertos tanto a pequenos investidores quanto a empresas. Não é necessário ter experiência para investir, pois o próprio fundo opera coletivamente. 

Além disso, não é preciso possuir uma quantia alta de capital, uma vez que a acumulação de ganho ocorre dentro do próprio fundo. Não é preciso investir a mesma quantia de dinheiro de outros investidores, os retornos são proporcionais a cada investimento individual.

Esse tipo de investimento tem do seu lado a baixa volatilidade dos ativos. Além disso, as pessoas que administram o fundo têm um alto nível de conhecimento dos mercados imobiliário e financeiro. 

Características dos fundos de investimento imobiliário

Certos riscos são assumidos, pois se trata de um investimento de perfil arrojado e os retornos são de longo prazo. No entanto, os melhores fundos imobiliários de 2023 apresentam características vantajosas, confira:

Diversificação

A diversificação é uma das principais características e vantagens dos investimentos imobiliários. Ao investir em um fundo, o capital é distribuído entre vários ativos, ao contrário da maior concentração de risco envolvida na aquisição direta de uma ou mais propriedades.

Os fundos investem em diferentes tipos de imóveis (residenciais, escritórios, varejo, logística, etc.) localizados em diferentes áreas geográficas. Essa diversificação reduz a exposição a flutuações de preços em uma área específica e permite que o fundo se beneficie da evolução global do mercado.

Retornos esperados

Historicamente, os fundos têm oferecido a seus investidores retornos estáveis a longo prazo, com reavaliações médias anuais de propriedade de cerca de 2 a 4%, além da renda de aluguel.

Eles tendem a oferecer retornos mais altos do que os produtos de renda fixa, como depósitos, e com menor volatilidade do que o mercado de ações. Embora o desempenho passado não garanta retornos futuros, espera-se que os fundos continuem com bons retornos para investidores conservadores.

Liquidez

Com a liquidez do mercado imobiliário muita das vezes limitada, em comparação com outros ativos financeiros, o resgate do rendimento nem sempre é imediato, mas depende do tempo necessário para liquidar parte da carteira e obter liquidez com a venda de ativos.

Os períodos de resgate são, em geral, de 3 a 18 meses. É importante ler o prospecto do fundo para entender as condições e os termos de resgate antes de investir. A baixa liquidez implica um horizonte de investimento de longo prazo.

Gestão profissional

Os investimentos imobiliários são administrados por equipes de profissionais especializados no mercado: eles analisam as oportunidades, selecionam os ativos a serem incluídos no portfólio, negociam compras e vendas, decidem o melhor momento para venda.

Essa gestão ativa por especialistas é uma vantagem em relação a um investidor individual, pois maximiza as chances de obter bons retornos em um setor que exige conhecimento específico.

Tributação

Os fundos se beneficiam de um regime fiscal favorável aplicável a fundos de investimento, em que os retornos estão sujeitos a um imposto retido na fonte menor do que outros ativos, como depósitos ou ações.

Além disso, no caso de uma transferência entre fundos, não há obrigações fiscais. A tributação é um fator adicional a ser considerado ao investir no mercado de imóveis.

Vantagens e desvantagens

Os melhores fundos imobiliários de 2023, devido às suas peculiaridades, trazem consigo uma variedade de vantagens e desvantagens para os clientes que querem aprender a investir. Algumas dessas incluem:

As vantagens são:

  • Simplicidade: facilitam a participação no mercado imobiliário, uma vez que, por ser um investimento conjunto, não envolvem a compra total dos imóveis, apenas parte deles.
  • Maior rotatividade de ativos: por ser um investimento conjunto, permite que a carteira de imóveis seja renovada mais rapidamente, adaptando-se às necessidades do mercado.
  • Elimina problemas de falta de pagamento: elimina a gestão de pagamentos que o cliente teria de fazer se alugasse um imóvel separadamente.

As desvantagens são:

  • Risco de liquidez: pode haver dificuldades para obter liquidez dos ativos. Ou seja, a venda ou o arrendamento desses ativos é mais difícil do que em outros tipos de investimentos.
  • Dificuldades de resgate: embora esse seja um caso bastante extremo, pode ser que, em épocas de desempenho ruim do mercado imobiliário, a falta de liquidez não permita que as unidades sejam resgatadas.

Os melhores fundos imobiliários de 2023

Entre os melhores fundos imobiliários de 2023, vamos lhe mostrar 4 dos mais renomados, veja:

Capitânia Securities FII (CPTS11) 

Esse fundo é um investimento de renda fixa voltado ao setor imobiliário. Ele sempre leva em conta a segurança do capital, os critérios de diversificação e o foco em uma carteira de investimentos de médio prazo.

Kinea Rendimentos (KNCR11)

O gestor do fundo Kinea Rendimentos (KNCR11) apresenta um fundo de investimento imobiliário direto. Em outras palavras, faz gestão de CRIs (certificado de recebíveis imobiliários).

A exposição diversificada aos principais mercados imobiliários do mundo, combinada com a diversificação entre os diferentes tipos de imóveis urbanos nos quais investe..

RBR High Grade (RBRR11)

O fundo investe pelo menos 75% de seus ativos totais em títulos de empresas imobiliárias e valores imobiliários. Deve-se observar que os investimentos em ações têm maior volatilidade e, portanto, maior risco. Os investimentos diretos, por outro lado, são mais estáveis e sem tantas flutuações bruscas.

VBI Logístico (LVBI11) 

O objetivo desse fundo é obter renda e, ao mesmo tempo, aumentar o capital e o valor do investimento a longo prazo, principalmente por meio do investimento em empresas imobiliárias de capital aberto.

Ele investe em galpões. Os emissores desses títulos são fundos de investimento imobiliário e empresas do setor imobiliário.

Considerações Finais

Os melhores fundos imobiliários de 2023 são ótimas opções de investimento, se você busca algo a longo prazo. Ativos administrados a longo prazo, mas altamente lucrativos. 

Neste momento de retomada do mercado imobiliário, essa é uma grande possibilidade de obter lucros sem grandes riscos. Lembre-se de que um fundo coletivo garante outros participantes nas mesmas circunstâncias.