Home Empréstimo Investir em Debêntures: O Que São, Tipos e Passo a Passo

Investir em Debêntures: O Que São, Tipos e Passo a Passo

0
Investir em Debêntures: O Que São, Tipos e Passo a Passo

Aqueles que acreditam que os títulos de renda fixa são exclusivamente títulos do governo ou títulos emitidos por instituições financeiras nunca ouviram falar de debêntures. Se você estiver procurando um investimento que ofereça retornos mais atraentes em comparação com outros produtos de renda fixa, essa é uma alternativa.

Emitidos por empresas para financiar projetos de modernização, expansão ou crescimento. Os riscos associados a esse tipo de título são maiores do que os de outros títulos dessa classe, mas os rendimentos são mais altos.

Contudo, você sabe o que é um título e como ele funciona? As informações a seguir detalham o que são debêntures de renda fixa, como eles diferem de outros tipos de títulos e como você pode comprá-los.

Confira Também: Como Investir em LCI e LCA: Dicas, Tipos e Vantagens

O que são debêntures?

Títulos emitidos por empresas para fornecer aos investidores acesso a crédito. Portanto, a compra de um título equivale efetivamente a um empréstimo do investidor para a empresa emissora.

Sendo equivalentes aos títulos públicos e privados, exceto pelo fato de serem emitidos para fins específicos. Porém, em vez de emprestar aos governos, os compradores de títulos emprestam dinheiro às empresas para financiar novas fábricas, expansão de operações no exterior ou outros grandes investimentos.

Como em qualquer empréstimo, os reembolsos acarretam juros, que os investidores geralmente consideram muito mais atraentes do que os retornos de outras fontes de renda de títulos. 

Os acionistas de uma empresa são as pessoas que compram ações. Os investidores que aplicam dinheiro em debêntures acabam se tornando credores da empresa.

Como os títulos e as ações diferem um do outro?

Quando você compra um título, está comprando um título de renda fixa que proporciona um retorno com base em uma taxa de juros predeterminada. Em outras palavras, tem taxa de juros fixada no momento da emissão, variando de fixa ou indexada à inflação.

Portanto, independentemente de a empresa gerar mais lucro ou não, o valor pago permanece o mesmo. A compra de ações só lhe garante a possibilidade de possuir uma parte da empresa. Nessa situação, você também recebe uma parte do crescimento ou dos lucros da empresa.

Fundamentalmente, a oferta que cada um desses produtos oferece aos investidores é a primeira e maior diferença entre ações e títulos. Lembre-se, você também pode se tornar sócio da empresa com apenas uma ação. Por outro lado, o título o torna um credor da empresa e o investimento tem prazo determinado.

Quais são os tipos de debêntures?

Saiba mais sobre os debêntures. Há vários modelos de títulos disponíveis no mercado brasileiro, mas os debêntures podem ser comprados em vários tipos. Esses são os mais importantes: 

  • Debêntures conversíveis: Os títulos que podem ser convertidos em ações de uma empresa são chamados de títulos conversíveis e oferecem aos investidores a oportunidade de fazer exatamente isso. Entretanto, somente os credores podem aceitar documentos em vez de dinheiro.
  • Debêntures simples: o termo “debêntures não conversíveis” às vezes é usado para descrever esse título. Ou seja, não há previsão de conversão em ações. Eles dão ao investidor o direito de receber em dinheiro o valor mais os juros acumulados do período. 
  • Títulos permutáveis: em vez de receber dinheiro ou ações da empresa emissora, o detentor de um título pode trocar o valor por ações de outra empresa. Os títulos podem ser trocados não apenas por dinheiro ou ações da empresa emissora, mas também por ações de outras empresas. 
  • Incentivadas: Os títulos de incentivo são títulos isentos de impostos. Em outras palavras, os investidores não precisam pagar imposto de renda sobre seus rendimentos. Eles se destinam a financiar projetos de infraestrutura e são emitidos de acordo com a Lei 12.431/11. 
  • Comum: ao contrário dos títulos de incentivo, o imposto de renda incide sobre a renda recebida.
  • Perpétuas: Diferentemente de outros títulos, aqui não há data de término e o investidor recebe pagamentos ao longo do tempo de acordo com os termos estabelecidos na emissão. 
  • Participativa: os investidores recebem uma parte dos lucros da empresa emissora. 

Classificadas em vários tipos com diferenças significativas. Engana-se quem pensa que todas as debêntures são iguais.

Como investir em debêntures

Depois de ler tudo isso, é hora de aprender como investir em títulos. É muito fácil de entender. Vou explicar o método em detalhes. 

  1. Para investir em títulos, você precisa ter uma conta bancária de investimento criada especificamente para esse tipo de títulos. Se você ainda não tiver uma, procure uma agência certificadora para abrir uma.
  2. Depois de ter uma conta, você pode escolher o título que melhor atenda às suas necessidades, preferências e interesses de investimento. É importante considerar todas as características específicas desses títulos, inclusive os termos, riscos e requisitos de retorno. 
  3. Depois de decidir qual título atende às suas necessidades, você precisará transferir os fundos necessários para o investimento para a conta da sua instituição financeira. Lembre-se dos valores mínimos para cada título, pois eles variam de acordo com seu investimento.
  4. Como você pode ver, é melhor manter os investimentos em títulos até a data de vencimento. Dessa forma, garantimos que todas as condições acordadas sejam cumpridas, o que se traduz em um retorno sobre o título. 
  5. Entretanto, se quiser liquidar sua dívida rapidamente, você também pode vendê-la no mercado secundário. Isso também é feito pela instituição financeira selecionada, após o que é emitida uma ordem de venda do título.

Por fim, os investidores devem decidir se o retorno de um título vale o risco, especialmente em comparação com outros títulos, dada a importância de diversificar um portfólio em uma variedade de investimentos.

Debêntures

Conclusão

Agora que você entende como os debêntures de renda fixa funcionam e por que eles são importantes, pode investir com confiança. Entretanto, lembre-se de analisar cuidadosamente as características dos títulos emitidos pela empresa e considerar seus objetivos de investimento.  

Dessa forma, você poderá se beneficiar dos aspectos positivos desse investimento e diversificar seu portfólio de forma consciente e bem informada. O que você achou deste artigo? Se ainda tiver dúvidas, precisar de ajuda com seus investimentos ou quiser acessar mais informações, fale com um de nossos consultores de investimentos.

Confira Também: Os 5 melhores CDBs do mercado: rendimento de até 136%