Home Pessoal Entenda Como Definir um Teto de Gastos de Forma Simples

Entenda Como Definir um Teto de Gastos de Forma Simples

0
Entenda Como Definir um Teto de Gastos de Forma Simples

A saúde financeira está relacionada a como definir um teto de gastos. Para isso, é necessário estabelecer limites consistentes nos ambientes familiares, sociais e de trabalho. 

A maioria das pessoas precisa de uma forma de ver o que está acontecendo com seu dinheiro a cada mês. Definir um teto de gastos pode ajudar a controlar melhor suas finanças e facilitar a economia de dinheiro para seus objetivos. O segredo é encontrar a maneira certa de controlar suas finanças.

Aqui estão as dicas desenvolvidas por especialistas para ajudar você a saber como definir um teto de gastos.

O que significa ser financeiramente saudável?

Embora não exista um número para medir sua saúde financeira, você pode analisar os números de sua vida financeira para avaliar sua situação atual. Com uma boa saúde financeira, você pode garantir uma grande paz agora e no futuro.

Viver sem definir um teto de gastos, por outro lado, pode ser prejudicial à sua saúde física e mental. Sintomas como baixa pontuação de crédito e pouca ou nenhuma poupança podem aumentar seu nível de estresse e causar desequilíbrio emocional. A saúde precária não só coloca você em risco, mas também aqueles que dependem de você.

Se quiser trabalhar para melhorar sua saúde financeira, você pode aplicar seus bons hábitos a algumas áreas de sua vida financeira:

Crédito

As pessoas com um teto de gastos prestam atenção ao seu crédito. Um bom crédito permite que você faça empréstimos quando deseja e precisa investir.

Seu histórico de crédito e sua pontuação de crédito são boas medidas de sua saúde financeira, o que pode ajudá-lo a ser aprovado rapidamente para novos créditos e outros empréstimos com as melhores taxas de juros disponíveis.

Gastos não planejados

É fácil tirar proveito dos altos limites do cartão de crédito e acumular dívidas comprando itens que você não precisa no momento.

No entanto, tomar emprestado mais do que você pode pagar é um sinal de inflação no estilo de vida e pode levar a pagamentos de dívidas em ciclo vicioso, que podem consumir toda a sua renda.

Poupança

As famílias com boa saúde financeira têm economias de emergência e economias de longo prazo para metas financeiras importantes. Os fundos de emergência devem cobrir um mínimo de três a seis meses de despesas se você tiver um emprego estável.

Aposentadoria

Poucas pessoas querem trabalhar para sempre e, por mais que você queira, essa não é uma alternativa muito saudável. Um bom plano de aposentadoria lhe dá uma data específica para parar de trabalhar e viver a aposentadoria que deseja.

Se você é autônomo e ainda não pensou em sua aposentadoria, uma boa dica é começar a contribuir para um plano de previdência o mais rápido possível.

Seguros

O seguro é um plano de reserva financeira para o inesperado. Grandes despesas médicas, acidentes de carro ou incêndios domésticos levaram muitas pessoas à dívidas sem um bom seguro.

Ter um plano de contingência futuro não apenas economiza dinheiro, mas também lhe dá tempo de resposta, o que é fundamental para lidar com qualquer imprevisto da forma mais rápida e eficiente possível.

Como definir um teto de gastos de forma simples

Saber como definir um teto de gastos é essencial, pois é a maneira de proteger e ser responsável de suas finanças, a seguir confira dicas que vão te ajudar nessa jornada.

Defina metas realistas

Antes de começar a analisar as informações que você tem monitorado, prepare uma lista de suas metas financeiras de curto e longo prazo. As metas de curto prazo devem levar de um a três anos para serem atingidas e podem incluir coisas como a criação de um fundo de emergência ou o pagamento de dívidas de cartão de crédito. 

As metas de longo prazo, como economizar para a aposentadoria ou para a educação de seu filho, podem levar décadas para serem atingidas. Lembre-se de que suas metas não precisam ser fixas, mas identificá-las pode motivá-lo a permanecer dentro do seu orçamento. Por exemplo, pode ser mais fácil cortar despesas se você souber que está economizando para as férias.

Gastar mais do que ganha

Gastar mais do que ganha é um problema que pode afetar significativamente um teto de gastos. Para resolver essa situação, é essencial estar ciente de seus gastos e identificar para onde o dinheiro está indo. Uma das principais causas desse problema é a falta de um orçamento claro e bem definido.

Para pôr fim a esse ciclo de gastos excessivos, sugerimos fazer um exercício semanal que consiste em registrar detalhadamente todas as suas despesas. Depois disso, revise cuidadosamente cada uma delas e avalie sua real necessidade, eliminando aquelas que você não considera necessárias. 

Definir um teto de gastos, de acordo com sua renda, também é essencial para controlar suas finanças. Ao saber quanto dinheiro está entrando e saindo de seu bolso, você poderá tomar decisões financeiras mais conscientes e evitar o endividamento.

Não conhecer sua capacidade de endividamento

A capacidade de endividamento é a porcentagem de nossa renda que podemos usar para pagar uma dívida, seja um empréstimo ou despesas que foram excedidas em um determinado mês. Ela é chamada de capacidade de uma pessoa adquirir dívidas sem colocar sua saúde financeira em risco.

Em geral, recomenda-se que essa capacidade de endividamento esteja entre 30% e 35% de sua renda, mas antes de fazer o cálculo, é preciso subtrair dessas despesas todas as despesas básicas que você tem, por exemplo, aluguel, alimentação, serviços públicos, transporte etc.

Veja um exemplo: 

Suponha que uma pessoa, João, tenha uma renda mensal de R$3.000 e despesas mensais de R$1.500. Queremos calcular sua capacidade de endividamento usando a fórmula:

  • Capacidade de endividamento = (Renda – Despesas) x 0,30

Substituindo os valores de João na fórmula:

  • Capacidade de endividamento = (R$ 3.000 – R$ 1.500) x 0,30
  • Capacidade de empréstimo = R$1.500 x 0,30
  • Capacidade de endividamento = R$450

A capacidade de endividamento do João é de R$450. Isso significa que, com base em sua renda e despesas atuais, ele poderia gastar até R$450 adicionais em dívidas por mês sem exceder 30% de sua capacidade de endividamento.

Não ter suas despesas identificadas

Para dar os primeiros passos na elaboração de um orçamento, a melhor coisa a fazer é conhecer nossas despesas, como as fixas e as variáveis.

Lembre-se de que as despesas fixas são aquelas que representam uma necessidade, por exemplo, aluguel, alimentação, transporte, serviços públicos etc. (geralmente são também aquelas que você paga periodicamente).

Por outro lado, as despesas variáveis são aquelas que podem mudar à medida que as consumimos, como: serviços de streaming, entrega de comida, sair com os amigos etc.

Não tenho dinheiro para isso

Saber reconhecer quando não podemos fazer uma compra é provavelmente o melhor sinal de autocontrole que podemos ter. Pare de ter medo de dizer “não tenho dinheiro para isso”, a maioria das pessoas às vezes não sabe bem como assumir isso, principalmente estando na companhia de outras pessoas, mas para ter uma vida financeira saudável devemos entender que isso não é um limite, mas sim respeitar nosso orçamento.

Saber reconhecer quando podemos gastar ou não é o que nos ajuda a manter nossas finanças em equilíbrio, evitar dívidas e, a longo prazo, isso nos permitirá desfrutar de outras coisas.

Como Definir um Teto de Gastos (Foto - Pexels)
Como Definir um Teto de Gastos (Foto – Pexels)

Coloque seu dinheiro para render

Depois de entender como definir um teto de gastos você tem que pensar em alternativas para ter estabilidade financeira no futuro! Se sua busca foi apenas “guardar”, você deve pensar em um plano B para sua aposentadoria, pois guardar seu dinheiro perde valor.

Muitas pessoas não investem por medo ou desinformação. Antes de começar a investir, sugerimos que você pesquise muito bem, analise todas as ferramentas de investimento possíveis e escolha aquelas que permitem que você aproveite os juros compostos e, acima de tudo, que atendam às suas necessidades. Se você for um iniciante, recomendamos nosso post sobre como investir do zero.