Home Empreendedorismo Os principais riscos para empresas e como evitá-los

Os principais riscos para empresas e como evitá-los

0
Os principais riscos para empresas e como evitá-los
Investimento a curto prazo - (foto Pexels)

A avaliação dos diferentes tipos de risco comercial permite às empresas antecipar várias ameaças às suas operações diárias. Os riscos para empresas descrevem qualquer evento interno ou externo que ameace os objetivos ou a estabilidade financeira de uma organização. Estas ameaças podem ser influenciadas por uma variedade de fatores, tais como flutuações na demanda do cliente e mudanças nos preços das ações.

Isto exige que as empresas desenvolvam estratégias eficazes de gerenciamento de risco para minimizar o impacto negativo das interrupções. Sem uma avaliação de risco eficaz, as empresas podem experimentar perdas em lucros e satisfação do cliente. Ao aprender sobre os diferentes tipos de riscos para empresas, as empresas podem se preparar para e limitar sua exposição a danos financeiros.

Os principais riscos para empresas

Há muitos riscos para as empresas. Uma classificação que todo empresário deve levar em conta se quiser implementar e desenvolver suas estratégias adequadamente, se quiser reduzir custos e, em suma, se quiser sobreviver em um ambiente tão mutável, globalizado e competitivo. É importante saber como elaborar passo a passo um plano de prevenção de riscos ocupacionais.

Riscos para empresas (Foto - Pexels)
Riscos para empresas (Foto – Pexels)

Abaixo, detalhamos os principais riscos para empresas e como evitá-los:

Riscos externos

Os riscos externos de uma empresa são todos aqueles que vêm do meio ambiente e que direta ou indiretamente influenciam ou condicionam o funcionamento da empresa, e podem até se tornar ameaças reais para a empresa.

Alguns exemplos de riscos comerciais externos são:

Ciclo econômico

A economia está em constante mudança e se move através de ciclos econômicos, sejam eles recessivos ou expansionistas. São especialmente os ciclos econômicos em recessão que podem representar uma grande ameaça para a empresa. Um exemplo claro disso foi a grande crise econômica da Covid-19, da qual estamos nos recuperando gradualmente.

Portanto, isto sempre representa um risco comercial por vários motivos: produtos com maior valor agregado, grandes políticas comerciais, melhores canais de distribuição, maior variedade de produtos, etc.

Risco do país

O risco de nacionalização está normalmente associado à venda de nossos produtos em países onde certos riscos podem existir: insegurança devido ao câmbio de moedas, riscos de nacionalização, dificuldades de cobrança, barreiras de entrada complexas, controles alfandegários, etc.

Risco de localização

Este tipo de risco comercial dependerá da localização da empresa, regulamentações específicas, etc. O risco aqui pode estar relacionado a instalações, escritórios de representação, escritórios comerciais, veículos, fábricas, entre outros.

Estas são situações que estão além de nosso controle, tais como catástrofes e desastres naturais, incêndios, terremotos, guerras, golpes de estado.

5 principais riscos para empresas e como se preparar para eles

Antes de tudo, as recompensas de ter uma empresa podem vir com riscos. Alguns acidentes ou roubos, por exemplo, podem levar à perda de receita, responsabilidades legais e grandes dores de cabeça. Felizmente, você pode proteger seu negócio, identificando riscos potenciais e tomando medidas para se preparar para eles. Aqui estão cinco principais riscos para empresas e como você pode ajudar a minimizar as consequências.

Empresa danificada

O que aconteceria se seus bens comerciais, localização física e conteúdo fossem danificados ou destruídos em um incêndio ou desastre natural? Você seria capaz de pagar reparos ou reconstruções?

Como preparar seu negócio: Contate seu agente de seguros para adquirir uma apólice de seguro para proteger seu negócio. A cobertura de propriedade em uma apólice de proprietários de empresa poderia ajudar a pagar por reparos na localização física de sua empresa se ela for danificada em um evento coberto, tal como um incêndio. 

A cobertura de propriedade também ajuda a pagar pela substituição de bens comerciais que são roubados ou danificados em um evento coberto. Além disso, é aconselhável criar uma lista de bens comerciais, tais como móveis, material de escritório, para que você tenha um registro dos itens em seu negócio.

Empresa parada

Muitos proprietários de pequenas empresas não pensam no que fariam se um desastre, como um incêndio, fizesse com que sua localização comercial se tornasse inabitável. É importante ter um plano, no caso de ter que se mudar temporariamente ou fechar enquanto os reparos estão sendo feitos.

Como preparar seu negócio: Considere adquirir um seguro de interrupção de negócios, que geralmente faz parte de uma apólice de seguro dos proprietários de negócios. A cobertura de interrupção de negócios pode compensar a perda de renda ou pagar despesas adicionais (como aluguel para um local temporário) se um evento coberto danificar a localização física de seu negócio. Os eventos cobertos normalmente incluem incêndio, vento, relâmpago, roubo ou queda de objetos.

Prejuízo comercial

Se um cliente ou visitante for ferido em sua empresa, e você for considerado responsável, sua empresa poderá ser responsável pelos custos judiciais, despesas médicas ou honorários advocatícios.

Como preparar seu negócio: Considere a cobertura de responsabilidade comercial geral (CGL) para seu negócio. Este tipo de cobertura de responsabilidade civil geralmente também está incluído na apólice de seguro do proprietário de uma empresa e poderia protegê-lo no caso de alguém ser ferido em sua empresa. 

Por exemplo, se um funcionário acidentalmente ferir outra pessoa durante o desempenho de seu trabalho, esta cobertura oferece proteção contra ações judiciais relacionadas. Também poderia ajudar a pagar as despesas médicas da pessoa lesada ou os custos judiciais ou honorários advocatícios da empresa.

Responsabilidade profissional

Se sua empresa presta serviços ou consultoria a clientes, você poderá enfrentar processos judiciais decorrentes de causas como suposta negligência ou prestação de consultoria imprecisa.

Como preparar sua empresa: É aconselhável investir em seguro de responsabilidade civil profissional, também conhecido como seguro contra erros e omissões ou mesmo responsabilidade civil profissional diversa. 

Se um cliente o considera responsável por quaisquer perdas que tenha sofrido com base no aconselhamento ou serviços prestados por sua empresa, esta cobertura também o protegeria. Além disso, poderia ajudá-lo a cobrir as taxas legais ou outros custos decorrentes de sentenças ou acordos contra você.

Violação de dados

No mundo digital atual, as empresas podem estar correndo o risco de roubo de dados comerciais.

Como preparar seu negócio: Considere investir tempo e recursos para proteger redes, usando software de firewall e dados criptografados. 

Além disso, reserve um tempo para treinar os funcionários sobre segurança da informação e a necessidade de proteção por senha em todas as contas para ajudar a proteger os dados da empresa. Além disso, é aconselhável adicionar cobertura de compromisso de dados* à sua apólice de seguro comercial. 

A cobertura de compromisso de dados, às vezes chamada de seguro de responsabilidade por violação de dados, pode ajudar sua empresa a se recuperar após uma violação de dados. Ele ajuda a pagar por coisas como taxas legais ou verificações de crédito para clientes, se necessário.

Como evitar riscos em uma empresa?

Contudo, a chave para gerenciar os riscos da melhor maneira possível, minimizando ao máximo a possibilidade de sua ocorrência e, se não puder ser evitada, mitigando suas consequências pode ser resumida em duas palavras: estratégia e implementação de planos de ação realistas e eficazes.

Riscos para empresas (Foto - Pexels)
Riscos para empresas (Foto – Pexels)

A gestão dos riscos de uma empresa não pode ser improvisada, mas deve ser baseada em uma estratégia bem definida, onde o primeiro passo é identificar esses riscos da forma mais precisa possível e avaliar a probabilidade de sua ocorrência e suas consequências.

Ao identificarmos corretamente os diferentes tipos de riscos, enfrentamos o maior perigo: a imprevisibilidade. Isto pode ser feito através de uma boa comunicação com os funcionários, que são os que realmente conhecem o trabalho diário e podem prever problemas potenciais. Entrevistas, questionários devem tornar-se atividades frequentes e recorrentes com os diferentes departamentos e profissionais da empresa.

A avaliação de risco deve determinar a probabilidade da materialização do risco, bem como estimar os danos que ele pode causar: econômicos, operacionais, reputacionais, etc.